Causas e sintomas da impotência sexual emocional

Com todo o estresse do desemprego, crise econômica, mercado cada vez mais competitivo, enfim, isso tudo tem sido uma porta aberta para um problema muito sério: impotência sexual emocional.

Hoje está muito comum os homens apresentarem um quadro crônico de impotência sexual emocional, ligando um botão de alerta na medicina.

Embora o problema, geralmente, dure menos que 6 meses, caso não seja tratado devidamente, ele pode perdurar e acabar resultando em outros problemas, como depressão, por exemplo.

O fato é que esse assunto ainda é um tabu entre os homens, fazendo com que não busquem ajuda, tentem resolver o problema com automedicação (na maioria das vezes totalmente equivocada) e acabem só procurando o médico quando o problema já está mais severo ou desencadeou outros tantos.

Por isso, é fundamental encarar o problema, procurando ajuda de um médico que, se verificar se tratar de uma impotência sexual emocional, saberá indicar o melhor tratamento.

Causas da impotência sexual emocional

Infelizmente, muitas podem ser as causas da impotência sexual emocional, cada vez mais comum nos dias atuais, com um grande aumento de casos em homens com idade entre 24 e 36 anos.

Vale saber que, geralmente, esses homens não apresentam nenhum quadro físico capaz de promover a impotência, mas, mesmo assim, não conseguem  ter ereções e/ou mantê-las.

Antes de seguir nas causas abaixo, gostaria de dizer que muitos homens tem impotência emocional, porque tem um pênis pequeno e deseja aumentar o penis para se sentir bem contigo mesmo, e isso acaba causando um problema psicológico e faz com que ele sofre com a impotência.

Dentre as principais causas da impotência sexual emocional, podemos citar as seguintes:

  • Altos níveis de estresse;
  • Baixa autoestima;
  • Casos precedentes de abuso sexual;
  • Conflitos emocionais e amorosos;
  • Medos relacionados ao fracasso sexual e possibilidade de humilhação;
  • Padrões estéticos exagerados;
  • Perda da libido;
  • Quadros de ansiedade;
  • Traumas pós-acidentes;
  • Entre outros.

Faixa etária da impotência sexual emocional

Infelizmente, não existe uma faixa etária estabelecida, ou seja, qualquer homem e em qualquer fase da vida pode apresentar problemas que levem ao surgimento da impotência sexual emocional.

Segundo pesquisas, 70% dos casos de impotência sexual são emocionais, e isso acontece porque, para um bom funcionamento geral do organismo, os pensamentos e sentimentos são fundamentais.

Vale considerar isso para tudo, não apenas em relação à vida sexual.

Tratamentos para impotência sexual emocional

Sem dúvida, a escolha do tratamento vai depender da avaliação de um profissional qualificado, o qual poderá associar medicamentos ao tratamento psicológico, para que o paciente possa expor seus problemas e medos.

Vale saber que, em alguns casos, pode ser indicado que o paciente altere radicalmente sua rotina, desde buscando uma profissão, ou trabalho, menos estressante, até a prática de algumas atividades.

Sintomas de impotência sexual emocional

A impotência sexual emocional possui alguns sinais fáceis de serem identificados, tais como:

  • Capacidade de se satisfazer mais com o sexo virtual do que com o real;
  • Preferência ao isolamento social;
  • Quadro de depressão;
  • Sensação constante de insegurança, raiva ou humilhação em um encontro;
  • Sentimento de ansiedade relacionado ao ato sexual;
  • Uso excessivo de pornografia;
  • Vício em aplicativos e sites de bate-papo e encontro.

Enfim, ao perceber qualquer sintoma, é fundamental vencer tabus e vergonhas e procurar o mais rapidamente possível ajuda médica, que saberá avaliar corretamente o seu caso e indicar o melhor tratamento.  Lembrando que quanto mais cedo procurar ajuda, mais simples e rápido será o tratamento.

Leave a Reply